Agência Brasileira de

Abin
Publicado em: 20/03/2018 às 16:23hs. || Atualizado em: 10/04/2018 às 09:44hs.

Curso de Avaliação de Risco em Estádios de Futebol é lançado

ABIN é parceira em programa que capacitará policiais para atuar nos estádios

 

 

O Ministério do Esporte lançou, nesta segunda-feira (19/03), em parceria com a Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), o curso de Avaliação de Risco em Estádios de Futebol. A solenidade foi realizada no Parque Olímpico da Barra (Arena 1), no Rio de Janeiro/RJ, e contou com a presença do ministro do Esporte, Leonardo Picciani.

O objetivo principal é criar um protocolo de atuação das forças policiais especializadas em segurança nos estádios, para que atuem de forma uniforme e eficaz no combate à violência entre torcidas em especial nas arenas de futebol. O curso foi promovido pela Secretaria Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor (SNFDT).

 

IMG-20180320-WA0014

Metodologia será a mesma desenvolvida pela ABIN para a Copa do Mundo e a Rio2016

 

“Essa é mais uma iniciativa do Ministério do Esporte para promover a paz nos estádios e garantir a segurança daqueles que frequentam as arenas de futebol para torcer de forma saudável pelo seu time. A expertise da ABIN no trabalho da avaliação de risco já se mostrou eficaz na Copa e na Olimpíada, e estou certo de que terá êxito agora também. Queremos as famílias de volta aos estádios e que possam ter tranquilidade”, disse o ministro Leonardo Picciani.

O curso foi delineado e formatado pela Coordenação-Geral de Governança, Gestão e Segurança em Eventos Esportivos (Coges), do Ministério do Esporte, e terá a mesma metodologia do plano de avaliação de risco implementado pela ABIN nos grandes eventos esportivos realizados no Brasil – como na Copa do Mundo e nos Jogos Olímpicos.

De acordo com o superintendente da ABIN no Rio de Janeiro, Joubert Martins Moreira, “é um prazer participar dessa iniciativa do Ministério do Esporte visando à maior segurança nos estádios. Vamos disponibilizar nossa experiência nesse trabalho de avaliação de risco, aperfeiçoado agora para as necessidades e especificidades desse curso aqui no Rio”.

 

Curso vai até sexta-feira, no RJ; depois, será replicado em outros estados

Curso vai até sexta-feira, no RJ; depois, será replicado em outros estados

 

Ação preventiva

O presidente da Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj), Rubens Lopes, por sua vez, aposta no sucesso do curso para atenuar a violências nos estádios do Rio, em especial nos grandes clássicos. “Agradeço a oportunidade que está sendo dada à federação de participar dessa união de forças para garantir a paz nos jogos de futebol. A melhor ação é a prevenção, e é isso que esse curso propõe”, destacou.

A ideia central do curso é a capacitação de policiais militares e de ‘delegados’ das federações de futebol do país para que sejam multiplicadores nas suas instituições da forma de atuação a ser ministrada, a fim de aperfeiçoar as ações preventivas.

O curso começou nesta segunda-feira, no Rio, e se encerra na próxima sexta-feira. A meta é que depois ele seja replicado nos demais estados do país.

 

Policiais militares e de ‘delegados’ das federações de futebol do país serão capacitados

Policiais militares e de ‘delegados’ das federações de futebol do país serão capacitados

Fonte: Ascom – Ministério do Esporte
Fotos: Francisco Medeiros/ME

facebookgoogle_plusmail