Agência Brasileira de

Abin

Avaliação de Riscos | Copa das Confederações

 

 

ARENA: Avaliação de Riscos com Ênfase nas Ameaças

A ABIN avaliou os riscos potenciais em cada uma das seis cidades-sede da Copa das Confederações. Estádios, aeroportos, centros de treinamento e hotéis passaram por uma série de testes para verificar possíveis vulnerabilidades de segurança.

Cada uma das seis cidades foi avaliada duas vezes por equipes de especialistas da ABIN. Todas as potenciais ameaças à segurança de jogadores e torcedores foram levantadas. Para cada situação de risco verificada, a Agência elaborou recomendações.

As medidas de correção foram sugeridas aos Ministérios da Justiça e da Defesa e aos governos Estaduais. A finalidade dos relatórios da Agência foi apoiar os responsáveis pelo evento, fornecendo alternativas para a realização do torneio sem a exposição do Brasil a riscos de segurança desnecessários. Coube às entidades responsáveis por cada local a decisão de implementar as ações de segurança propostas.

 

Metodologia Arena

O trabalho seguiu a metodologia de Avaliação de Riscos com Ênfase na Ameaça (Arena), desenvolvida pela Agência Brasileira de Inteligência e adaptada para grandes eventos.

 

 

Abertura da Copa das Confederações: Brasília e as outras cinco sedes tiveram riscos avaliados

 

 

facebookgoogle_plusmail