Agência Brasileira de

Abin
Publicado em: 28/03/2018 às 14:15hs. || Atualizado em: 12/04/2018 às 09:43hs.

Projeto “Mosquito Estéril” é apresentado à AIEA

ABIN é parceira de projeto que soltará mosquitos esterilizados por radiação nuclear para combater o Aedes aegypti

 

 

Mosquitos estéreis serão liberados em Recife

O projeto piloto “Mosquito Estéril”, desenvolvido em parceria com a ABIN desde 2017, foi apresentado ao vice-diretor-geral e chefe do Departamento de Cooperação Técnica da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Dazhu Yang, no último dia 21 de março.

O projeto é pioneiro no mundo e pretende reduzir a população de mosquitos Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya. O trabalho será implementado em Recife/PE até o final de 2018.

A proposta é produzir e liberar na natureza mosquitos machos esterilizados por meio de radiação iônica – utilização da Técnica do Inseto Estéril (TIE). Com isso, a capacidade de multiplicação do inseto seria reduzida e, consequentemente, a população do mosquito transmissor de arboviroses cairia.

 

Projeto foi apresentado à AIEA em Recife

 

Parceria

São parceiros na iniciativa a ABIN, a Biofábrica Moscamed Brasil (BMB), a Prefeitura de Recife e a AIEA. O acordo entre as partes foi firmado em 13 de julho de 2017, com a presença da diretor-geral da ABIN, Janér Tesch.

 

facebookgoogle_plusmail